THE BLOG

13
Mar

Os Melhores Tênis Para Corrida 2016

Os Melhores Tênis Para Corrida 2016

O ano começa e a gente sempre pensa em resoluções e, na maioria das vezes, colocamos a nossa saúde no topo da lista. Começar uma nova atividade física, emagrecer, acabar com o sedentarismo… objetivos que nos levam a escolher a melhor forma para alcançá-los.

Os Melhores Tênis Para Corrida 2016 – Já há algum tempo que a corrida tem se destacado como principal atividade física, principalmente por ser de fácil acesso, um exercício democrático e de comprovada eficácia quanto aos seus benefícios para nossa saúde.

Então? Escolheu a corrida para conquistar uma vida saudável?

Se sua resposta foi sim, você precisa saber de algumas coisas. E o mais importante é ter certeza de que possui um dos acessórios (talvez o único) mais importante para que sua atividade seja segura, confortável e bem sucedida: o tênis para corrida.

Por isso montamos este artigo, onde você poderá conhecer os Melhores Tênis Para Corrida de 2016. Uma lista descritiva de 15 calçados que te oferecerão suportes essenciais como amortecimento, estabilidade, retorno de energia e muito mais.

Mas antes é preciso que você tenha condições para escolher bem o modelo de tênis mais adequado às suas necessidades. Por isso, fique atento às nossas dicas e siga em frente!

O que devo levar em consideração ao escolher o meu tênis para corrida?

Há uma série de detalhes para que o seu calçado possa te oferecer benefícios durante a corrida. O que muitos não sabem, ou não esperam que possa acontecer, é que usar um tênis inadequado pode trazer consequências negativas à nossa saúde como, por exemplo, dores que podem surgir desde os calcanhares até a coluna, dores e desgaste muscular, bolhas e até mesmo contusões. Por isso devemos nos atentar a fatores como tipo de pisada e terreno. Confira:

Tipo de Pisada

Há três tipos de pisada, são elas: Pisada Neutra, Pisada Pronada e Pisada Supinada. Para cada tipo de pisada terá um tênis ideal. Para quem possui pisada pronada ou supinada, diversas marcas já oferecem ótimos calçados de suporte, que ajudam na correção do movimento dos pés.

Aqui em nosso site já publicamos o artigo Tipos de Pisada e Sua Importância Para Quem Corre, onde detalhamos as características de cada uma delas. Assim você poderá fazer uma análise prévia para identificar qual o seu tipo de pisada, mas a nossa recomendação é que consulte um profissional da saúde, como um Fisioterapeuta ou Ortopedista, para que esta definição seja feita de forma segura.

Terreno

O terreno significa qual tipo de solo você irá praticar sua corrida. Existem dois principais tipos de corrida que se baseiam no terreno: a corrida de rua (normalmente praticada em asfalto) e a corrida de trilha (onde o terreno apresenta menos estabilidade, pois pode ser de terra, cascalho, areia, grama ou até mesmo rochoso). Para cada terreno existirá um calçado ideal!

Os Melhores Tênis de Corrida 2016

Depois destas considerações, você está pronto para escolher o tênis para corrida ideal! E, claro, estamos aqui para dar aquela força! Confira os 15 melhores modelos selecionados para 2016!

Adidas Supernova
Glide Boost 8

Adidas Supernova Glide Boost 8 Adidas Supernova Glide Boost 8 - Feminino

O Adidas Supernova Glide Boost 8 é uma ótima opção para amadores ou profissionais. Um calçado que oferece amortecimento, retorno de energia, estabilidade, conforto e segurança, pois as tecnologias que carrega fazem com que ele seja uma das melhores escolhas de 2016. Seu cabedal em Engineered Mesh, malha de tramas abertas, proporciona ótima ventilação interna, além de oferecer ajuste perfeito. Sua entressola utiliza o sistema Boost, tecnologia que oferece amortecimento macio e um notável retorno de energia. Seu solado tem o Torsion System, que dá suporte e evita possíveis torções.  Sua sola de borracha de carbono vem com a garantia de durabilidade e aderência que só as tecnologias da fabricante de pneus Continetal poderia dar!

  • Pisada: Neutra
  • Terreno: rua ou esteira
  • Peso: 281g (variável de acordo com a numeração)
  • Preço: R$499,99 

Nike FREE
4.0 Flyknit

Nike Free 4.0 Flyknit - Azul - Review Nike Free 4.0 Flyknit - Azul

A linha FREE da Nike é uma ótima escolha para corredores intermediários que optaram pela sensação de uma pisada mais natural durante as corridas. O Free 4.0 tem cabedal com uma das mais inovadoras tecnologias da Nike, o Flyknit. Esta tecnologia dá leveza, conforto e capacidade de ajuste à parte superior do calçado. Este modelo possui o material Phylite, composto por 60% de Phylon e 40% de borracha é uma peça única que funciona como entressola e sola ao mesmo tempo. Nas áreas do calcanhar e dos dedos, foram aplicadas uma camada extra da borracha BR100, dando mais resistência e durabilidade a estes pontos de maior impacto. Por ser um calçado minimalista, o FREE 4.0 Flyknit requer um tempo de adaptação, principalmente para corredores acostumados a usar modelos que oferecem grande amortecimento.

  • Pisada: neutra
  • Terreno: rua ou esteira
  • Peso: 214g (variável de acordo com a numeração)
  • Preço: R$399,90

Under Armour
Speedform Apollo

Under Armour Speedform Apollo - Solado Under Armour UA Speedform Apollo Vent

Em linhas gerais, a Under Armour vem ganhando boas referências como fabricante de tênis para corrida, principalmente por causa de um dos seus principais modelo, o SpeedForm Apollo. O cabedal do Apollo é fabricado em malha e traz aplicações de materiais sintéticos e camurça. Assim como as roupas de secagem rápida fabricadas pela marca, o cabedal deste tênis possui ótima ventilação, além de leveza e um encalce com conforto e segurança. Sua entressola é em MicroG, tecnologia que permite que os pés estejam sempre em contato com o solo, oferecendo flexibilidade e amortecimento. O solado deste tênis para corrida é composto por aplicações de borracha de alta abrasão em pontos de maior contato, áreas onde a maioria dos corredores aplicam grande parte do impacto em cada passada.

  • Pisada: neutra
  • Terreno: rua ou esteira
  • Peso: 192g (variável de acordo com a numeração)
  • Preço: R$299,99

Mizuno Wave
Hitogami 2

Mizuno Wave Hitogami 2 - Verde Mizuno Wave Hitogami 2

Com design exclusivo, a linha Hitogami foi inspirada no tradicional teatro japonês Kabuki. Este Mizuno apresenta uma estrutura de pouco peso, dando ao corredor um conforto extra. A Mizuno garante que o Hitogami 2 oferece máxima resposta durante a corrida e possui a entressola mais larga na parte frontal, que foi projetada para dar mais estabilidade e flexibilidade.  O cabedal do Hitogami 2 apresenta menos costuras e traz  o AIRmesh, tecido de nylon com tramas abertas que oferece leveza, conforto, durabilidade e ventilação. Sua entressola tem a tecnologia U4ic, uma composição de polímeros que gera um EVA de textura extremamente macia e de alta absorção de impactos. Na sola encontramos o Smooth Ride, uma construção de solado que minimiza os efeitos negativos nos movimentos de transição, evitando o desperdício de energia.

  • Pisada: neutra
  • Terreno: rua ou esteira
  • Peso: 220g (variável de acordo com a numeração)
  • Preço: R$229,99 

Asics Gel
Quantum 360

Asics Gel Quantum 360 - Azul Asics Gel Quantum 360

Esse modelo da Asics recebe a tecnologia GEL em 360 graus, por isso o nome Quantum 360. Seu cabedal tem a tecnologia FluidFit, tecido strecht que oferece ajuste personalizado. A entressola com a tecnologia Solyte é mais leve, que também oferece amortecimento e uma propulsão de qualidade.  Seu solado tem o Trusstic System, tecnologia que dá estabilidade multidirecional e auxilia na distribuição uniforme do peso. Este modelo recebeu as melhores tecnologias Asics, por isso o Quantum 360 apresenta o Heel Cloutching System, base que recebe o calcanhar e ajuda ainda mais na estabilidade e ajuste.

  • Pisada: neutra
  • Terreno: rua ou esteira
  • Peso: 298g (variável de acordo com a numeração)
  • Preço: 899,90 

Adidas Energy
Boost 3

Adidas Energy Boost 3 - Superior Adidas Energy Boost 3 - Feminino

O Energy Boost 3 é um tênis da linha premium da Adidas. Um calçado ideal para corridas de longa distância que, em sua terceira edição, teve seu design renovado por completo. O cabedal sem costuras abraça os pés como uma meia, com total flexibilidade e ventilação. Sua entressola possui a tecnologia Boost em 80% da sua composição, oferecendo amortecimento e máximo retorno de energia. O solado emborrachado tem ótima aderência em vários tipos de superfície.

  • Pisada: neutra
  • Terreno: rua ou esteira
  • Peso: 310g (variável de acordo com a numeração)
  • Preço: R$599,99

Nike Air
Lunartempo 2

Nike Air Lunartempo 2 Nike Air Lunartempo 2 - Preto

A Nike lança o segundo modelo da linha Air Lunartempo, que traz ótima evolução em comparação ao seu antecessor.  Lunartempo 2 ganha uma camada interna perfurada que otimiza o conforto e a respirabilidade desse calçado. O Mesh inteligente do seu cabedal permite maior fluxo de ar. Os cabos Flywire mais leves e resistentes garantem ainda mais um calce com sensação de firmeza. Sua entressola traz a leveza do amortecimento Lunarlon, oferecendo uma corrida macia e com resposta de energia. Seu solado com pistões Waffle dão ótima tração e ajudam na absorção de impacto.

  • Pisada: neutra
  • Terreno: rua ou esteira
  • Peso: 212g (variável de acordo com a numeração)
  • Preço: R$499,99 

Asics Gel
Nimbus 18

Asics Gel Nimbus 18 - Lateral Asics Gel Nimbus 18 - Cabedal

Um dos mais tradicionais tênis da Asics chega em sua versão 18. As principais mudanças estão na entressola e no solado. Na entressola houve um reposicionamento do Gel, o que oferece maior estabilidade e amortecimento. No solado o Guidance Line foi redesenhado, oferecendo ainda mais estabilidade e segurança. O Nimbus 18 tem o cabedal sem costuras e com a tecnologia FluidFit, que oferece ótimo ajuste em um calce mais personalizado e confortável. Sua entressola ainda tem o IGS, tecnologias que trabalham juntas para guiar o movimento dos pés em cada passada. Já a sola traz a tecnologia AHAR, uma borracha que suporta a abrasão e oferece durabilidade, aderência e tração.

O seu lançamento no Brasil ainda demora, mas o Nimbus 17 também é uma boa aquisição e atende muito bem às expectativas. Nimbus 17 pode entrar tranquilamente com uma ótima escolha para 2016!

  • Pisada: neutra e supinada leve.
  • Terreno: rua ou esteira.
  • Peso: 249g (variável de acordo com a numeração)
  • Preço: Nimbus 17 – R$699,90

Saucony
Triumph ISO 2

Melhores Tênis Para Corrida 2016 Melhores Tênis Para Corrida 2016

Depois do Triumph 11 a Saucony iniciou a versão Triumph ISO, que já está na sua segunda edição. Das suas produções, este é o modelo que com mais amortecimento que a marca já criou. Sua entressola tem o PWRGrid+, que oferece 20% a mais de amortecimento. Seu cabedal tem ajuste inteligente proporcionado pelo sistema ISOFIT. Sua sola XT-900 carbon é feita de borracha de carbono que oferece resistência à abrasão, tração e aderência.

  • Pisada: neutra
  • Terreno: rua ou esteira
  • Peso: 315g (variável de acordo com a numeração)
  • Preço: R$699,99 (apenas o modelo TRIUMPH 11)

Adidas Adistar
Boost ESM

Melhores Tênis Para Corrida 2016Melhores Tênis Para Corrida 2016

O tênis Adidas Adistar Boost ESM é ideal para quem pratica corrida de performance. Este modelo tem as melhores tecnologias Adidas. A entressola tem tecnologia Boost, material que proporciona excelente retorno de energia e amortecimento macio e elástico. Também na entressola temos o Torsion System, sistema que dá suporte ao arco dos pés, evitando possíveis torções. O cabedal deste Adidas é feito em Mesh, tecido em poliéster de tramas abertas que proporciona ajuste inteligente e ótima respirabilidade. A sola do Adistar Boost ESM é composta de borracha com a tecnologia Formotion que, além de otimizar o amortecimento, proporciona transições mais suaves, tudo isso com a garantia de durabilidade da Continental.

Este modelo traz um diferencial: é compatível com a tecnologia MiCoach, possuindo uma cavidade especial de encaixe para chip que coleta dados da sua corrida, como monitoramento cardíaco, distância, velocidade e desempenho, permitindo que você monte um plano de treino personalizado.

  • Pisada: neutra.
  • Terreno: rua ou esteira
  • Peso: 280g (variável de acordo com a numeração)
  • Preço: R$499,99

Nike Lunar
Glide 7

Melhores Tênis Para Corrida 2016 Melhores Tênis Para Corrida 2016

O Nike Lunarglide 7 é um tênis de suporte, ideal para corredores de pisada pronada. Sua entressola é feita em espuma Lunarlon, que dá amortecimento macio e ótimo retorno de energia. Ainda na entressola encontramos uma peça posicionada no contraforte e que tem maior densidade, ela dá suporte ao arco dos pés e faz do Lunarglide 7 um ótimo calçado para pronadores. Seu cabedal em Mesh inteligente recebe a tecnologia Dynamic Fit que, agindo em conjuntos com os cabos Flyware, traz um ajuste perfeito e ótima estabilidade. Em sua sola de borracha BR100, temos o Pressure-Mapped, um mapeamento que dá suporte em locais onde os pés aplicam maior pressão durante cada passada. Isso faz com que o calçado promova maior naturalidade para o movimento dos pés.

Gostou? Clique aqui e leia a avaliação completa do Nike Lunarglide 7!

  • Pisada: pronada ou neutra
  • Terreno: rua ou esteira
  • Peso: 272g
  • Preço: a partir de R$339,92

Asics Gel
Noosa Tri 11

Melhores Tênis Para Corrida 2016 Melhores Tênis Para Corrida 2016

O Noosa Tri 11 da Asics é um tênis de suporte para corredores de pisada pronada. Sua entressola é em EVA, que na base do calcanhar tem dupla densidade. A entressola ainda carrega o famoso amortecimento do Gel e o sistema IGS, uma junção de tecnologias para melhor conduzir o movimento dos pés. Uma mudança em relação ao modelo anterior é o seu cabedal em mesh de tramas mais abertas, que oferece melhor ventilação e elasticidade. Sua sola é feita borracha especial que tem maior resistência à abrasão, além de mostrar boa tração e estabilidade até mesmo em superfícies molhadas.

  • Pisada: pronada ou neutra
  • Terreno: rua ou esteira
  • Peso: 266g (variável de acordo com a numeração)
  • Preço: R$ 599,90

Mizuno Wave
Creation 17

Melhores Tênis Para Corrida 2016 Melhores Tênis Para Corrida 2016

A edição do Mizuno Wave Creation 17 variadas melhorias. O cabedal em AirMesh oferece mais resistência, maciez e conforto junto a um ajuste personalizado, pois traz a tecnologia DYNAMOTION FIT, que ainda dá firmeza e interação prefeita entre os pés e o tênis. A entressola do Creation 17 traz uma novidade na já consagrada plataforma Wave, que foi fabricada com Pbax Rnew, material sustentável desenvolvido com óleo vegetal. Essa nova composição reformula o amortecimento da placa Wave, que passa a garantir a capacidade de dissipar, estabilizar e absorver até 4 vezes o peso do atleta na hora do impacto. Seu solado em borracha de carbono oferece ótima tração, aderência e durabilidade.

  • Pisada: supinada ou neutra
  • Terreno: rua ou esteira
  • Peso: 360g (variável de acordo com a numeração)
  • Preço: R$679,92

Nike Air
Zoom  

Melhores Tênis Para Corrida 2016Melhores Tênis Para Corrida 2016

Odyssey é mais um tênis da Nike para corredores com pisada pronada. Sua entressola traz várias tecnologias como: Cushlon, uma espuma modelada para um amortecimento leve e de ótima proteção contra os impactos. A tecnologia Zoom Air que garante mais estabilidade, amortecimento responsivo e melhora no impulso. O Dynamic Support que consiste em uma espuma de dupla densidade que reduz a pronação. Seu cabedal oferece o conforto, ajuste e a respirabilidade do Flyknit, além da estabilidade dos cabos Flyware. Sua sola em Duralon tem o padrão wafle, que oferece aderência e tração.

  • Pisada: pronada
  • Terreno: rua ou esteira
  • Peso: 317g (variável de acordo com o peso)
  • Preço: R$549,90

Asics Gel
Cumulus 17

Melhores Tênis Para Corrida 2016 Melhores Tênis Para Corrida 2016

O Cumulus 17 é uma ótima opção para 2016. Sua entressola possui o novo FluidRide 2.0 que oferece 15% mais de leveza e redução de 20% no tempo de resposta de impulso. O Cumulus 17 apresenta o Guidance Trusstic System, sistema integrado ao Guidance Line que otimiza a eficiência de cada passada. Seu cabedal em Mesh oferece leveza e melhor ventilação interna. Sua sola traz a tecnologia AHAR, borracha de grande resistência à abrasão que oferece tração e aderência de qualidade.

  • Pisada: neutra
  • Terreno: rua ou esteira
  • Peso: 305g (variável de acordo com a numeração)
  • Preço: R$424,92
13
Mar

Saiba qual alimentação é a ideal antes, durante e depois de meias maratonas

Nutricionista recomenda a maior ingestão de carboidratos, hidratação intensa e leve alimentação para a Meia Maratona de São Paulo, que acontece no próximo domingo

Por  Eu Atleta  Rio de Janeiro

Correndo meia maratona euatleta (Foto: Getty Images)
Vai correr uma prova de 21km? Fique atento às dicas de alimentação e hidratação para se sair bem (Foto: Getty Images)

A Meia Maratona de São Paulo completa uma década e vai ter prova de 21km neste domingo, com largada e chegada na Praça Charles Miller, no Pacaembu. O evento percorrerá as ruas e avenidas da cidade, passando pelo centro antigo e exige uma preparação diferenciada tanto antes quanto depois da corrida. Por isso, seguem algumas dicas de alimentação da nutricionista Cristiane Perroni, especialista do Eu Atleta, que vão deixar os atletas prontos para esse desafio.

Façam uma excelente corrida! Foco, força, divirtam-se e aproveitem a paisagem!

EuAtleta Meia Maratona SP Nutrição Antes_2 (Foto: Eu Atleta)EuAtleta Meia maratona SP Nutrição Depois (Foto: Eu Atleta)
08
Mar

Conheça Kathrine Switzer, maratonista que pôs a mulher no mundo da corrida

No Dia Internacional da Mulher, saiba sobre a história da americana que, aos 20 anos, desafiou as regras da Maratona de Boston de 1967 e foi a primeira a disputar a prova

Por Eu Atleta* Rio de Janeiro

EuAtleta primeira maratonista Kathrine Switzer foto JoanBarkerImages (Foto: Eu Atleta)Kathrine Switzer, maratonista que pôs as mulheres no mundo da corrida (Foto: Joan Barker Images)

A presença das mulheres está cada vez mais evidente nos eventos de corrida no Brasil e no mundo. Ano após ano, elas conquistam mais o espaço ainda ocupado em maior parte pelos homens. Mas nem sempre foi fácil para as mulheres terem um lugar nas provas de rua. A história de Kathrine Switzer, maratonista que mudou o mundo feminino da corrida, mostra isso.

Em 1967, ela foi a primeira mulher a participar da Maratona de Boston, nos Estados Unidos. Na época, somente os homens podiam fazer parte das corridas de rua no país. A americana viveu momentos de tensão e vitória naquele dia. E sem fazer ideia de que se tornaria parte da história.

Nascida em 5 de janeiro de 1947, Kathrine resolveu, aos 12 anos, virar uma líder de torcida. Desaprovada pelo pai, que estimulava os filhos a pensarem além dos papéis tradicionais da sociedade, foi incentivada a praticar esportes.

– Meu pai disse: “Ser líder de torcida é algo bobo. Você deve fazer um esporte e ter pessoas torcendo por você”. Eu sempre achei que uma menina podia fazer qualquer coisa que um garoto fizesse, então levei esse conselho a sério. Com o encorajamento do meu pai, comecei a entrar em forma para jogar no time de hóquei do colégio, correndo uma milha (1,6 km), coisa que ninguém fazia nas ruas em 1959 – afirmou Kathrine Switzer, em capítulo publicado no livro “O Espírito da Maratona”, de Gail Waesche Kislevitz, republicado em seu site.

Ela jogava na equipe do colégio Linchburg, na Virgínia, e corria diariamente, quando o técnico do time de cross country a convidou para integrar uma prova masculina, que precisava de mais um integrante. Sem saber, Kathrine já estava destinada a ser pioneira no esporte feminino. Em 1966, resolveu se tornar jornalista esportiva, impossibilitada de viver como uma atleta.

– Com o passar do tempo, correr se tornou a arma secreta do meu primeiro amor. Era algo que eu podia fazer por mim, não custava nada, não necessitava muito equipamento e eu amava treinar ao ar livre. Eu sabia que a corrida seria meu esporte de toda a vida. E ainda era boa no que fazia – revelou a atleta.

 

EuAtleta primeira maratonista Kathrine Switzer foto-Marathon_foto.com (Foto: Eu Atleta)Kathrine segue participando de provas e virou um símbolo da luta feminina (Foto: Marathonfoto.com)

Na universidade, resolveu perguntar ao treinador do time de cross masculino se poderia treinar com eles, já que não havia uma equipe feminina de corrida. Não-oficialmente, Kathrine começou a correr com os rapazes. Foi quando conheceu Arnie Briggs, o carteiro da faculdade que havia se tornado uma espécie de diretor do time.

– Arnie era um maratonista e já havia participado de 15 edições da Maratona de Boston. Quando o conheci, ele tinha 50 anos. Eu, 19. Ele tinha um problema no joelho e resistência para longos treinos, e estava feliz com a minha presença lá, por isso me adotou e me ensinou o que era correr – disse Kathrine.

Depois de muito treinar e falar sobre a Maratona de Boston, em que Arnie era veterano, Kathrine precisou provar para seu novo treinador que era capaz de correr 42 km. E, aos 20 anos, conseguiu.

– Achamos engraçado não ter nenhuma especificação de sexo na inscrição para a prova, já que só homens loucos participavam dela. Acabei me inscrevendo com o nome de K.V. Switzer, não por medo de ser pega, mas pelo meu sonho de ser escritora e minhas referências literárias na época, J.D. Salinger, E.E.Cummings, T.S. Elliot e W.B. Yeats – afirmou a atleta.

No dia da prova, nevava, ventava e fazia muito frio. Os corredores demonstravam apoio e felicidade ao vê-la participar. Para surpresa de Kathrine, a exceção foi um dos diretores da maratona, Jock Semple.

EuAtleta primeira maratonista Kathrine Switzer foto Boston Herald (Foto: Eu Atleta)Kathrine Switzer na Maratona de Boston de 1967: a organização da corrida tentava impedi-la  (Foto: Boston Herald)

– Quando me viram, os fotógrafos começaram a gritar “tem uma garota na corrida!” Eu não estava tentando me esconder de maneira nenhuma, pelo contrário, eu estava tão orgulhosa de mim mesma que usava até batom. Jock era conhecido por seu temperamento violento. Em um determinado momento, ele se enfureceu e veio correndo atrás de mim, gritando “saia da minha prova e me dê esse número de peito!” Eu morri de medo. Para minha sorte, meu namorado Tom Miller, de 115 kg, conseguiu empurrá-lo, enquanto Arnie gritava “corra que nem uma louca!”. O resto é história. Minha presença infame não foi oficialmente registrada pela organização. Terminei em torno de 4h20m – descreveu a corredora.

Somente em 1972 as mulheres puderam fazer parte da maratona e, finalmente, se denominar atletas. Com razão, Kathrine é muito orgulhosa do próprio feito.

– Eu tive sorte na vida. Minha família e Arnie sempre me disseram que eu podia fazer tudo que eu quisesse. Como mulher, nunca me resignei a brincar com bonecas ou ser uma líder de torcida apenas. Sim, eu brincava de bonecas e usava vestidos, mas também subia em árvores e praticava esportes como vingança. Depois da minha experiência em Boston, percebi que existem muitas mulheres no mundo crescendo sem esse suporte e sem a noção de que o céu é o único limite. Eu queria atingir essas mulheres e fazer algo para mudar a vida delas. Tudo que você precisa é a coragem de acreditar em si mesma e colocar um pé na frente do outro.

Em sua carreira, Kathrine correu 35 maratonas, criou programas esportivos para mulheres em 27 países, viaja o mundo promovendo corridas e caminhadas femininas, escreveu o livro “Mulher de Maratona” e integra, desde 2011, o seleto grupo pertencente à calçada da fama das mulheres dos Estados Unidos.

* A reportagem é de Bebel Clark, publicada em 2012 para o Eu Atleta.